Hoje, dia 18 de maio, o dia da bandeira do Haiti, às 10h30, os canais do IFCH Unicamp transmitem a mesa “A Revolução Haitiana: do impensável aos quadrinhos”, com o lançamento da história em quadrinhos “A Revolução que deu origem ao Haiti”.

 

A mesa conta com a presença de Bethânia Pereira (Unicamp), Keilla Vila Flor (UnB), Handerson Joseph (UFRGS), e com a presença dos autores Laurent Dubois (University of Virginia) e Rocky Cotard (Lesley University).

 

A tradução da publicação foi feita por Rodrigo Charafeddine Bulamah, Pós-doutorando no Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Unifesp e pesquisador colaborador do Centro de Estudos de Migrações Internacionais (CEMI) da Unicamp, e por Bethânia Pereira, doutoranda em História Cultural no IFCH-Unicamp.

 

O evento é promovido pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo e Forum for Scholars and Publics da Duke University, e organizado por Rodrigo Bulamah (Unifesp) e Bethânia Pereira (Unicamp).

O evento será retransmitido pelo Canal do IFCH no Youtube, aqui: https://www.youtube.com/watch?v=8F5Bt6lyc8g

Em 2017, TheNib.com abordou o historiador Laurent Dubois sobre escrever uma história em quadrinhos sobre a Revolução Haitiana e propôs vários artistas como possíveis parceiros no projeto. Quando os horários entraram em conflito, foi Edwidge Danticat quem, em uma conversa com Dubois, recomendou o jovem artista haitiano Rocky Cotard. No ano seguinte, Dubois forneceu textos, ideias e imagens de arquivo a partir das quais trabalhar, enquanto Cotard se baseou em seus próprios conhecimentos e experiências do Caribe e sua habilidade artística para tornar a história da Revolução atraente para todas as idades. A Revolução dos Escravos que Deu Origem ao Haiti foi publicada em TheNib.com em 2018.

Educadores descobriram o gibi da web e começaram a usá-lo com algum sucesso em suas salas de aula k-12 e faculdades. À medida que 2020 se desenrolava, observamos que mais e mais pessoas se conscientizavam da Revolução Haitiana e sua centralidade não só para a história da escravidão e emancipação nos Estados Unidos, mas para a história global. Dado que ensinar e aprender sobre a revolução do Haiti é talvez mais importante do que nunca hoje, parecia um bom momento para recriar o gibi da web como uma história em quadrinhos, que poderia circular mais facilmente como um objeto impresso e como um PDF.

 

Acesse a publicação disponível em inglês, crioulo e português:

https://fsp.duke.edu/projects/haiti-comic/

Banner Content
Tags: , , ,

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário

ANO XVII – EDIÇÃO Nº 198 – SETEMBRO 202I

Siga-nos

INSTAGRAM

Arquivo