O governo federal lançou no dia 8 de janeiro de 2024 o repositório digital do Museu Nacional da Democracia, com os primeiros itens que farão parte do acervo da instituição. Site inclui conteúdo multimídia, com exposição dedicada exclusivamente a rememorar os ataques golpistas de 8 de janeiro de 2023.

Na data de 8 de janeiro de 2024, completa-se um ano desde o atentado criminoso contra o Estado Democrático de Direito, com a invasão e depredação das sedes dos três poderes da República em Brasília. A extrema-direita vandalizou a estrutura física dos prédios sede dos Três Poderes, reconhecidos como Patrimônio Cultural da Humanidade. A democracia brasileira teve que demonstrar sua força para enfrentar os extremistas. Este é um marco crucial na defesa da democracia no Brasil e é fundamental recordar essa data anualmente como forma de evitar que episódios semelhantes ocorram novamente.

Com o objetivo de preservar a memória da história da democracia no Brasil e destacar a resistência contra os atos antidemocráticos ocorridos em 8 de janeiro de 2023, o site inclui conteúdo multimídia, inicialmente com uma exposição dedicada exclusivamente ao atentado. O repositório faz parte do projeto de criação do Museu da Democracia, resultado do trabalho desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), em colaboração com o Ministério da Cultura (MinC).

Ao apresentar a iniciativa, a ministra da Cultura, Margareth Menezes, disse que a nova instituição “será um ponto de unidade do país em defesa dos valores da liberdade e igualdade política, para que jamais o autoritarismo prevaleça em nosso país”.

O museu receberá investimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), destinando R$ 40 milhões para a construção, com previsão de início em 2025. Um concurso nacional para a escolha do projeto arquitetônico será lançado em breve. Localizado em Brasília, o Museu da Democracia será construído no terreno ao lado do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em terreno da União, com previsão de conclusão em 2027.

De acordo com comunicado do Minc, a  institucionalização do Museu da Democracia deverá ser pautada por um processo participativo de consultas com especialistas, representantes de coletivos e entidades reconhecidamente engajadas em processos culturais e educativos voltados à valorização da democracia e dos direitos humanos”.

Durante a execução do espaço físico, o Museu da Democracia já oferece espaço para a participação popular, permitindo que a democracia seja ativa na construção de sua memória, por meio de curadoria coletiva. Além de abrigar material sobre o combate ao movimento antidemocrático de 2023, o site também terá a colaboração de outros museus e pontos de memória para promover a representatividade e a preservação da democracia.

 

Acesse o Repositório do Museu da Democracia

 

Fonte: Agência Brasil | Foto: Esplanada dos Ministérios, José Cruz ABr.

Banner Content
Tags: , , ,

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário

MÍDIA NEGRA E FEMINISTA ANO XIX – EDIÇÃO Nº227 – FEVEREIRO 2024

Siga-nos

INSTAGRAM

Arquivo