Palestrantes: Delton Felipe (UEM/PR) e Rosana Heringer (UFRJ)

Mediação: Luciene Lacerda

Transmissão: Facebook Instituto Búzios, FE/UFRJ; ABPN; Youtube 21 dias de ativismo contra o racismo.

Assista o Webinar:

https://www.facebook.com/instituto.buzios/videos/288656356718174

 

Minicurriculum das/dos palestrantes:

 

Delton Felipe – Professor Doutor do Departamento de História e pesquisador do Núcleo de Estudos Interdisciplinares Afro-brasileiros da Universidade Estadual de Maringá – Paraná.  Diretor de Relações Internacionais da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN); Membro do Conselho de Igualdade Racial de Maringá – Paraná (COMPIR); Conselheiro Permanente de Conselho de Direitos Humanos do  Estado do Paraná (COPED); Conselheiro Consultivo da Ouvidoria Externa da Defensoria Pública do Paraná e Pesquisador Visitante da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas – São Paulo (FGV/SP).

Rosana Heringer – Pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação e professora dos cursos de graduação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (FE/UFRJ). Coordenadora do LEPES – Laboratório de Estudos e Pesquisas em Educação Superior, da Faculdade de Educação da UFRJ. Foi Vice-Diretora da Faculdade de Educação da UFRJ (2016-2019). No primeiro semestre de 2020 foi Professora Visitante no Tereza Lozano Long Institute of Latin American Studies, University of Texas (Austin), como bolsista Fulbright. Foi professora adjunta da Universidade Federal de Viçosa e Diretora do Centro de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Candido Mendes. Publicou vários artigos e capítulos de livros sobre relações raciais, discriminação racial, desigualdades raciais, políticas de ação afirmativa, desigualdades no acesso e permanência na educação superior, desigualdades de gênero e direitos humanos. Publicações recentes: Educação superior no Brasil contemporâneo: estudos sobre acesso, democratização e desigualdades (organizadora) 2018; Race, Politics and Education in Brazil: affirmative action in higher education (co-autora), 2015; Acesso e Sucesso no ensino superior: uma Sociologia dos Estudantes (co-organizadora), 2015; Expectativas de acesso ao ensino superior: um estudo de caso na Cidade de Deus, Rio de Janeiro (2013, e-book). É conselheira do Fundo Elas de Investimento Social. Integra o Conselho da Campanha Latino-Americana pelo Direito à Educação (CLADE-Brasil), do IBASE da CEPIA e do Criar-Brasil.

Mediação:

Luciene Lacerda – Doutoranda em Educação pela Faculdade de Educação/UFRJ; Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002), possui Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana pelo Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Fundação Oswaldo Cruz (1992) e Especialização em Educação para a área de Saúde (NUTES/UFRJ) (1991), é graduada em Psicologia pela UFRJ (1985). Coordenadora do LABERTE – Laboratório de Etica nas Relações de Trabalho e Ensino. Coordenadora da Comissão de Direitos Humanos e Combate às Violências da UFRJ (2017), e integrante da Comissão de Direitos Humanos da Faculdade de Medicina da UFRJ (2016). Integrante do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Educação Superior (LEPES/Faculdade de Educação -UFRJ). Co-responsável pela disciplina “Populações e grupos oprimidos, relações étnico raciais e políticas de Estado”, do curso de graduação Defesa e Gestão Estratégica Internacional, da UFRJ. Membro da Comissão de Provisória para assuntos de conflitos nas relações de trabalho e assédio moral (2014-2015). Ex-coordenadora do Curso de Residência em Saúde Coletiva do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (IESC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2008-2009). Psicóloga Clínica no ambulatório de Psicologia Médica e Saúde Mental do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFFº) da UFRJ (1986-2002). Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde do Trabalhador, Assédio Moral e Trabalho e Saúde da População Negra; atuando principalmente nos seguintes temas: trabalho, assédio moral, sofrimento, assédio racial, assédio de gênero, saúde do trabalhador e saúde da população negra. Integrante da coordenação de Ações Feministas do Instituto Búzios e do Fórum Estadual de Mulheres Negras RJ.

Leia também:

Dossiê: A revisão da lei de cotas em 2022

Banner Content
Tags: , , ,

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário

ANO XVIII – EDIÇÃO Nº 206 –MAIO 2022

Siga-nos

INSTAGRAM

Arquivo