A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) – entidade vinculada ao Ministério da Cultura – lançou recentemente quatro novos dossiês: “Povos originários”, “Comunidades Quilombolas”, “Tradução de cantos e narrativas dos povos originários para o português” e “Literatura matriz Afro-brasileira” – todos em consonância com os indicadores temáticos para a Cultura, na Agenda 2030 da UNESCO.

Os dossiês lançam luz sobre o acervo da FBN referente aos povos originários e comunidades quilombolas, trazendo, ainda, informações sobre as mudanças terminológicas implementadas pela FBN em seu catálogo, para adequação à realidade sociocultural atual. O termo ‘índio’, por exemplo, que dominou as falas e os catálogos por muito tempo, deixa de ser usado em favor do termo ‘indígenas’.

A Biblioteca Nacional é referência para bibliotecas do Brasil e do mundo no que diz respeito às informações bibliográficas, que incluem as questões terminológicas, por isso a importância das atualizações.

“Qualquer mudança na política informacional tem um impacto muito grande no trabalho dos bibliotecários. Deste modo, para realizá-las, contamos com a avaliação de uma comissão interna de tratamento da informação, dispondo de técnicos de várias áreas da BN. Assim, a partir das pesquisas de nossa equipe, temos embasamento técnico e teórico para efetivar mudanças terminológicas. Essa atualização deve levar em conta o histórico de termos usados, já que nosso catálogo reflete um tempo: somos uma instituição de Estado e a guardiã da memória nacional”, afirma Gabriela Ayres, coordenadora-geral do Centro de Processamento e Preservação da FBN.

Saiba mais sobre os novos dossiês:

 Povos originários

Este dossiê apresenta as obras presentes no catálogo da Fundação Biblioteca Nacional relacionadas aos povos originários brasileiros: os povos indígenas. Acesse o link e confira: https://bndigital.bn.gov.br/dossies/povos-originarios/.

● Comunidades quilombolas

Reflete sobre o papel dos catálogos e ressalta o que a BNDigital tem publicado acerca das comunidades quilombolas, de movimentos abolicionistas e de personagens que orbitam o tema. Acesse o link e confira: https://bndigital.bn.gov.br/dossies/comunidades-quilombolas/.

● Literatura matriz Afro-Brasileira

O dossiê percorre o acervo da FBN e apresenta um pouco de autores negros e suas obras presentes em seu catálogo. Embora incompleto, há exemplos importantes que moldam nossa cultura. Acesse o link e confira: https://bndigital.bn.gov.br/dossies/literatura-matriz-afro-brasileira/.

● Tradução de cantos e narrativas dos povos originários para o português

Em 2023 a FBN instituiu o Prêmio Akuli – Histórias de tradição oral e é neste contexto que o dossiê ressalta os relatos orais no acervo da instituição a partir dos agentes de sua fixação.Acesse o link e confira: https://bndigital.bn.gov.br/dossies/traducao-de-cantos-e-narrativos-dos-povos-originarios-para-o-portugues/.

Sobre os dossiês da FBN

São publicações digitais produzidas a partir de pesquisas sobre o acervo, que conduzem o leitor em um percurso temático constituído por documentos do acervo e textos diversos. Ao reunir itens do acervo e textos analíticos no mesmo local, representam uma valiosa ferramenta para pesquisadores.

“Os dossiês digitais materializam o diálogo entre a pesquisa e o acervo, de uma certa forma, representam uma parte da reflexão entre o acervo e a sociedade. A Biblioteca Nacional tem um rico acervo e um papel fundamental na construção da nossa sociedade, nesse contexto, os dossiês seriam também um convite para conhecer um pouco da nossa própria história”, afirma Naira Silveira, coordenadora geral do Centro de Pesquisa e Editoração da FBN.

Confira a lista completa de dossiês da FBN no link: https://bndigital.bn.gov.br/dossies/

 

Fonte: Fundação Biblioteca Nacional.

Banner Content
Tags: , , ,

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário

MÍDIA NEGRA E FEMINISTA ANO XIX – EDIÇÃO Nº227 – FEVEREIRO 2024

Siga-nos

INSTAGRAM

Arquivo