A 6ª edição da Campanha 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo ocorrerá de 05 a 25 de março de 2022, em várias cidades e estados do país.

 

O Movimento Negro brasileiro historicamente tem combatido as desigualdades sociais e lutado pela construção de outros modelos de sociedade livres do racismo. E na atualidade mais do que nunca precisamos ocupar os espaços sociais e culturais, criar e fortalecer ações antirracistas e contra todas as formas de opressão, de maneira autogestionada.

 

A campanha existe desde 2017 e funciona como uma grande agenda antirracista, onde movimentos sociais, coletivos, figuras públicas e pessoas independentes podem propor diversas atividades que pautem o debate antirracista e inscrever a proposta na agenda da campanha. O formato das atividades podem ser amplas, como rodas de conversas, atividades lúdicas, roda cultural, oficinas, festas, seminários, defesa e lançamento de livros, cineclube, sarau entre outros.

 

“Estamos na sexta edição! Desde 2016 estamos nos organizando para apresentar, discutir alimentar e coletivizar nossos ativismos contra a discriminação racial. Em 2017, iniciamos com a agenda das atividades durante os 21 dias. Em 2018, publicamos 1 livro com as experiências da primeira edição – um sucesso! Tivemos o início de uma pandemia que paralisou nossas atividades em 2020, mas em 2021, mesmo com a pandemia, realizamos nossa a edição de forma virtual; e agora em 2022 vamos ter nossa edição de forma híbrida, porque ainda estamos com a COVID entre nós. Mas as experiências têm sido ricas, frutíferas, e nesse percurso conhecemos e aglutinamos muito mais ativistas, organizações negras e entidades da sociedade civil que se juntam na luta antirracista.

 

“Durante os 21 dias de ativismo contra o racismo queremos fazer interações com ativistas de vários países que possam apresentar seus ativismos e suas principais lutas em suas regiões; e realizar trocas em nome da internacionalização das lutas e ativismos. Para isso vamos utilizar a plataforma online e tradutores”, afirma a organização da campanha.

 

Entenda a campanha

 

Em 21 de março de 1960 o Apartheid, o regime racista na África do Sul, assassinou 69 jovens e feriu 186, em brutal repressão, conhecida como “Massacre de Shaperville”. Nessa data cerca de 5.000 jovens negros faziam um protesto pacífico contra a Lei do Passe, que na época, obrigava os negros a portarem um cartão que indicava os locais onde era permitida sua circulação. Havia também a luta contra o aprendizado do africâner, a língua do opressor. A polícia sul-africana abriu fogo sobre a multidão desarmada, seguindo o regime do Apartheid, regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994. A ONU – Organização das Nações Unidas – considerou desde então essa data como o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial.

 

Dias de atividades da comissão organizadora da campanha:

 

  • Dia 5 de março: Abertura da campanha – 18:30 às 20 horas

 

  • Dia 8 de março: Dia Internacional da Mulher

 

  • Dia 14 de março: dia da execução da vereadora Marielle Franco, e também dia do nascimento de Abdias Nascimento e Carolina Maria de Jesus

 

  • Dia 16 de março: dia da morte de Claudia Ferreira, e homenagem às vítimas do Estado

 

  • 21 de março: Dia Internacional pela eliminação do racismo

 

  • 25 de março: encerramento da campanha dos 21 dias

 

“Em uma sociedade racista não basta ser contra o racismo, é preciso ser antirracista”.

 

Apresentação:

https://www.youtube.com/watch?v=ZlsG09oW6Dc

 

Fonte: Instituto Búzios e Notícia Preta.

Banner Content
Tags: , , ,

Related Article

0 Comentários

Deixe um comentário

ANO XVIII – EDIÇÃO Nº 212 – NOVEMBRO 2022

Siga-nos

INSTAGRAM

Arquivo